domingo, 28 de maio de 2017

Após almoçar com tucanos, Temer debate crise política com Sarney

Acompanhando apenas por seu motorista, Sarney entrou no Palácio do Jaburu, residência oficial de Temer, por volta das 16h30. A assessoria de imprensa do Palácio do Planalto não informou a pauta do encontro dos peemedebistas.


O ministro da secretaria-geral da Presidência, Moreira Franco (PMDB-RJ), chegou para o encontro por volta das 18h e participou dos últimos 30 minutos da reunião.


Sarney saiu do Jaburu por volta das 19h. Após a saída do ex-presidente, Temer continuou reunido com Moreira Franco, que é um de seus auxiliares mais próximos.
SAÍDA NEGOCIADA?


Sarney vem defendendo nos bastidores que Temer opte por uma “saída negociada”, conforme publicou a coluna “Painel”, da “Folha”. A informação foi confirmada pelo UOL junto a interlocutores do ex-presidente.


Um dos focos da conversa entre Temer e Sarney, segundo apurou a reportagem, é a permanência do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) como líder do partido no Senado. A bancada do PMDB marcou para as 15h de terça-feira (30) uma reunião para discutir a situação de Renan, que têm feito duras críticas a Temer e defende a renúncia do presidente.


Tirar Renan da liderança seria um tiro no pé do governo, na opinião de Sarney, segundo fontes ouvidas pela reportagem. O Palácio do Planalto, por sua vez, sabe dos riscos de uma “ruptura traumática” com Renan, apurou o UOL.