quarta-feira, 7 de junho de 2017

BRASILIA PARALIZADA COM MEDO DE DELAÇÂO DE ADVOGADO










Figurões da política brasiliense sondam dia sim, outro também, se o advogado Willer Tomaz (à esquerda, na foto), preso após ser delatado pelos donos da JBS, está fazendo ele próprio uma colaboração premiada.



Segundo os irmãos Batista, Tomaz foi quem cooptou o procurador da República Ângelo Goular Villela (à direita, na foto), da operação Greenfield, em que a empresa é investigada.


É que não era apenas para a JBS que Tomaz prestava esse tipo de serviço.