quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Pai tenta fugir de blitz por não usar a cadeirinha, policiais atiram e criança morre

Tanto o homem como a mulher, que estavam no banco da frete, saíram gravemente feridos, mas sobreviveram; as outras duas crianças não foram atingidas

Uma criança teria sido morta durante uma batida policial realizada na noite desta segunda-feira (25/12) na avenida João XXIII, zona Leste de Teresina. Segundo uma fonte do OitoMeia, ela estava no banco de trás, ao lado do irmão, e foi baleada após o pai tentar fugir do que considerou blitz.


Avenida João XXIII foi o local da tragédia (Foto: Reprodução)


Os policiais militares que teriam pedido para o veículo parar teriam atirado, acreditando que os ocupantes do carro seriam suspeitos de algum crime. Um dos tiros teria acertado a criança, que foi levada com vida para o Hospital de Urgência (HUT), mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O pai não teria parado o carro porque a mulher, que estava no banco da frente, estava levando um bebê. Como não tinha a cadeirinha tipo bebê conforto, ele arrancou para não ser parado pela blitz, no que causou o disparo dos policiais. Os pais, ainda não identificados, saíram gravemente feridos, mas sobreviveram. As outras duas crianças não foram atingidas.