sexta-feira, 11 de maio de 2018

Professores de todo Brasil poderão ser grandimente prejudicados.


Cármem Lúcia alegou que reajuste a professores do Estado de São Paulo "significaria grave risco de lesão à ordem e à economia públicas". Gestores podem usar isso contra educadores de todo o País
DA REDAÇÃO | Parece até notícia de site de humor — aliás — de terror, mas não é. A ministra Carmem Lúcia, presidente do STF, decidiu suspender o aumento do vencimento inicial da carreira dos professores da rede estadual de São Paulo, através de uma ação apresentada pelo governo do Estado. Alegou, para tanto, que o pequeno incremento (10,15%) nos salários dos educadores "significaria grave risco de lesão à ordem e à economia públicas". O despacho foi publicado na segunda-feira, 7. Informação está em publicação de hoje (8) do Estadão. (Ao final da matéria, veja como isso pode repercutir negativamente para educadores de todo o Brasil).