SEJA BEM-VINDO

MASIGNCLEAN101

Covid-19: Secretários municipais de saúde são demitidos após “furar fila”; MP investiga casos

Reportagem do Fantástico, na edição deste domingo (24), mostrou casos registrados em várias cidades da chamada farra das ‘furadas de fila’ com relação às vacinas contra a Covid-19. Em pelo menos 26 cidades, em 14 estados e no Distrito Federal, o Ministério Público abriu apurações sobre a vergonhosa atitude de secretários municipais de saúde, assessores e até fotógrafos de prefeituras.

Confirma alguns casos e desdobramentos:

Em Manaus (AM), muitos profissionais da saúde não receberam a vacina, mas funcionários da prefeitura conseguiram a imunização – dentre elas duas médicas recém-formadas, filhas de um empresário; a vacinação foi interrompida na cidade e virou algo de investigação do Ministério Público;

Em Jupi (PE), a cidade precisava de 600 doses para vacinar os 300 trabalhadores da saúde. Só chegaram 68 e no embalo dos fura-filas, o fotógrafo e a secretária da Saúde do município garantiram suas doses já no primeiro dia. Os dois acabaram afastados dos cargos;

“Sem orientação”, em Candiba (BA), a cidade esperava 114 doses apenas para pessoal da Saúde. Recebeu 100 doses e uma delas foi para o braço do prefeito, que não está entre os grupos prioritários.

Inacreditavelmente, em Pires do Rio (GO), o secretário da Saúde presenteou a mulher com uma dose da vacina e furou a fila. O ato de amor custou o cargo do secretário, que foi afastado pela Justiça a pedido da promotoria.

Comentários
0 Comentários

Política