SEJA BEM-VINDO

MASIGNCLEAN101

Ministério da Defesa anuncia saída de todos os Comandantes das Forças Armadas


Na tarde desta terça-feira (30), o Ministério Ministério da Defesa (MD) anunciou que os Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica serão substituídos.

A decisão foi comunicada em reunião realizada nesta terça-feira (30), com presença do Ministro da Defesa nomeado, Braga Netto, do ex-ministro, Fernando Azevedo, e dos Comandantes das Forças.

Ela ocorre após o presidente Jair Bolsonaro demitir o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva.Diante da insatisfação, os comandantes deixaram seus cargos à disposição do novo ministro da Defesa, general Walter Braga Netto.

Os chefes das Forças Aramadas se reuniram na noite da segunda-feira (29) para “avaliar o cenário atual”, após a demissão do ministro Fernando Azevedo e Silva da pasta da Defesa. Durante o encontro, os três fecharam acordo para fazer uma nova reunião nesta terça-feira (30) com a presença de Azevedo e do novo ministro da Defesa, general Walter Braga Netto.

Segundo fontes da Defesa, Bolsonaro sinalizou claramente para a mudança no comando do Exército. Mas o ministro Fernando Azevedo e Silva manteve Pujol.
A situação considerada insustentável é do comandante Pujol, que neste período de um ano da pandemia passou a contrariar o presidente da República ao frear a tentativa de politização dos quartéis.

Em novembro do ano passado, Pujol disse que os militares não querem “fazer parte da política, muito menos deixar a política entrar nos quartéis”.
O presidente Jair Bolsonaro fez nesta segunda-feira (29) a sua primeira reforma ministerial após mais de dois anos de governo. De uma única vez, fez seis mudanças em alguns dos seus principais ministérios.
Comentários
0 Comentários

Política