SEJA BEM-VINDO

MASIGNCLEAN101

Roberto Rocha - Se fizer com migo, como fez com Maranhazinho, iremos acertar é de homem pra homem

Em entrevista concedida a TV Cidade, nesta segunda-feira, o senador Roberto Rocha (sem partido) afirmou que o governador Flávio Dino (PSB) possivelmente fará com ele o que fez com o deputado federal, pré candidato a Governador, Josimar de Maranhãozinho (PL).


O parlamentar referiu-se à "Operação Maranhão Nostrum", deflagrada na semana passada pelo Grupo de Atuação Especial no Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), do Ministério Público, e que cumpriu mandado de busca e apreensão na casa do deputado federal Josimar de Maranhazinho em São Luís.

Josimar, em vários momentos nos quais se pronunciou sobre o ocorrido (reveja e reveja), afirmou ter sido vítima de uma perseguição "ordenada por Dino" pelo fato dele ter rompido politicamente com o grupo político do governador e também sustentar sua pré-candidatura ao Palácio dos Leões.

“Eu sei que o governador, utilizando de sua influência no Judiciário, no Ministério Público, vai querer fazer o mesmo comigo, assim como fez com o deputado Josimar de Maranhãozinho. Uma investigação de 2015 a 2018, no tempo que ele [Josimar] era deputado estadual. Ele [Josimar] (quando foi apoiar Flávio Dino esse processo foi pra uma gaveta no Palácio). Bastou o Josimar dizer que gostaria de ser candidato a Governador, e se descolar do Governo, ele [Dino] soltou uma operação policial, na casa do Josimar, em São Luís, enquanto ele estava em Brasília. 

Esperaram ele ir para Brasília para fazer uma violência dessa contra a mulher do Josimar, que é deputada. Pelo fato de ser deputada, jamais um juiz de base poderia dar ordem de invasão na casa dela. Teria que ser obrigatoriamente do Tribunal de Justiça. Mas esse é o Maranhão que a gente vive. Um Maranhão policialesco, que o governador utiliza as forças do Estado, as forças policiais para atender o seu interesse pessoal”, disse.

“Quando é para perseguir um político, ele [Dino] usa a polícia. É claro que vai usar contra mim. (Eu só dou um recado pra ele: usa contra mim, viu governador.) Por que no dia que você usar contra um filho meu, contra um parente meu, você vai se entender comigo, é de homem pra homem, não é de político pra político”, completou!

O Governador Flávio Dino ainda não se manifestou sobre as declarações do senador.
Comentários
0 Comentários

Política