SEJA BEM-VINDO

MASIGNCLEAN101

TUDO PELO PODER – Bem pregado! Após duras críticas em 2014, surge agora o grupo “Diney”

Como já dizia o saudoso ex-deputado, ex-governador, ex-senador e ex-prefeito João Castelo Ribeiro Gonçalves, na política, até boi voa. E ele estava certo, pois qualquer mudança de ideologia ou ideia pode acontecer na busca desenfreada pela permanência no poder.

No Maranhão, por exemplo, a tão criticada, atacada e vista por alguns como nociva oligarquia Sarney comandou e dominou a política partidária por quase cinco décadas. Neste cenário, seus mais ferrenhos adversários, ultrajados de defensores da liberdade do povo, utilizavam como bandeira de luta, o fim do grupo político liderado pelo ex-presidente José Sarney.

Basta lembrar que, na campanha eleitoral de 2014, o então candidato a governador Flávio Dino, alardeava que iria libertar o Maranhão dos grilhões e domínio da família Sarney. “Foice” um tempo em que o povo apostou no “martelo” batido pela mudança e apoiou o então comunista, na expectativa de um futuro melhor.

Oito anos se passaram, os índices sociais, a taxa de desemprego e o IDH do Estado ainda são os piores possíveis e o que a população maranhense assiste hoje, é o discurso do governador Flávio Dino de “somar forças com o mesmo grupo criticado fervorosamente por ele no passado”. Pré-candidato a senador e buscando de todas as formas viabilizar seu pré-candidato ao governo Carlos Brandão, Dino diz que é natural essa união e que isso faz parte da política.

“A polarização foi se diluindo ao logo do tempo. Hoje, ela inexiste”, afirmou o governador Flávio Dino (PSB), durante entrevista ao Portal Guará, sobre a possibilidade de dividir o mesmo palanque com a família Sarney nas eleições de 2022.

Comentários
0 Comentários

Política