Publicidade

Homem que lia livro de Hitler é preso após fazer declarações racistas e homofóbicas em biblioteca de SP

Na terça-feira (02), a Polícia Civil prendeu um homem de 39 anos acusado de ataques racistas e homofóbicos na Biblioteca Mário de Andrade, na República, região central de São Paulo (SP).

A prisão de Wilho da Silva Brito foi confirmada pelo governador Rodrigo Garcia (PSDB) no Twitter. “A Polícia Civil prendeu o racista Wilho da Silva Brito, que agrediu os usuários e funcionários da Biblioteca Mário de Andrade”, disse Garcia. “Denunciem todo e qualquer ato de racismo. Racistas não podem ficar impunes”.

Em vídeo que circula nas redes sociais, Wilho discute com funcionários da biblioteca e faz uma série de afirmações racistas e homofóbicas. Ele estava com os livros “Minha Luta”, de Adolf Hitler, e “Uma breve história do tempo”, de Stephen Hawking.

Postar um comentário

0 Comentários