SEJA BEM-VINDO

MASIGNCLEAN101

URGENTE!! DIA 7 DE SETEMBRO APÓS O DESFILE DAS FORÇAS ARMADAS SERÁ PEDIDO A INTERVENÇÃO MILITAR NO BRASIL


BRASÍLIA — Dois mil militares trabalharão na segurança na comemoração do Dia da Independência deste ano, o primeiro do qual o presidente da república, Jair Messias Bolsonaro participará. O desfile-cívico-militar de 7 de Setembro, no próximo sábado, ocorrerá na véspera do chefe do Executivo se submeter a uma nova cirurgia para a correção de hérnia incisional, que surgiu em decorrência das intervenções anteriores. O evento ocorre também um dia após completar um ano da facada sofrida por Bolsonaro durante ato de campanha em Juiz de Fora, em Minas Gerais.


O desfile deverá demorar 1h15 e não tem previsão de discurso de Bolsonaro. O Planalto não divulgou em que tipo de veículo o presidente chegará à cerimônia. A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, o aguardará no palanque.

De acordo com o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, participarão do desfile 3 mil militares e 1500 pessoas representando instituições civis, como estudantes de escolas públicas do Distrito Federal, além de crianças atendidas pelo programa Força no Esporte, do Ministério da Defesa.
Também se apresentarão cadetes da Academia Militar da Agulhas Negras (Aman), a Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais do Rio de Janeiros, tripulação de blindados da Marinha e do Exército, além da Esquadrilha da Fumaça que fechará o desfile com chave de ouro.

Dia 7 de setembro, dia todo especial e histórico para todos os brasileiros.  Dia da liberdade e independência da República Federativa do Brasil, dia em que se tornou um marco e uma eterna glória para o povo brasileiro.

A constituição federal brasileira, entre entre os milhares de artigos da constituição que rezam e que rege as leis do Brasil.  Entre milhares de parágrafos, existe um importantíssimo, que é um grande quesito, um parágrafo, e artigo que dá a verdadeira autonomia do direito de se pedir uma intervenção militar no Brasil.

O coronel Augusto Moreira Bolsonaro, cientista político, homem íntegro, respeitado e amado por todos os milhares de componentes do exército brasileiro, militar respeito e honrado entre os generais dos batalhões, avisa e comunica a todos os irmãos patriotas do Brasil, que em meio ào grande desfile das forças armadas, entre as multidões de brasileiros presentes, será pedido em uma só voz a intervenção militar no Brasil, intervenção, intervenção, intervenção.

O Brasil está atravessando momentos delicados.  Denuncias gravíssimas de casos de corrupção, delações e provas documentais de desvios grosseiros e absurdos de recursos públicos.  Onde na verdade era pra ser um país democrático e zeloso pelos direitos cívicos e conquistado por essa brava nação, na verdade são direitos que estão sendo roubados.  Direitos esses adquiridos com muito esforço, suor e sangue pelo seu legitimo povo.

Zelar pelos direitos sim, esse seria o nosso maior triunfo, direitos preservados por a nossa guardiã maior, que seria a constituição federal.  A nação e o povo brasileiro, pais rico e soberano, hoje vive decepcionado com tantas e tantas epidemias de casos de corrupção, atos concretos de desvios de recursos públicos, coisas absurdas generalizada nos meios administrativos governamentais, em lugares mais influentes e sublimes da democracia brasileira.


A nossa real constituição infelizmente está pendengando, e pedindo socorro ao povo e aos homens de bem desse país.  Onde o novo presidente eleito pela massa popular, Jair Messias Bolsonaro, está engessado e impedido de governar democraticamente. Um presidente eleito pela maioria, está enfrentando grandes dificuldades para governar, além de ter arriscado a sua própria vida por amor a sua pátria, ele está enfrentando resistência de grandes órgãos e instituições governamentais, que ao invés de ajudar a concertar os erros grosseiros e os passos errados que a nação tem dado, está sendo pelo contrário, agentesda malíciada perversidade e do mal, estão com o intuito é somente de atrapalhar e não deixar o país crescer e se desenvolver politicamente.  A governabilidade está sendo impedida de exercer o seu papel de presidente, um governante que respira ventos de justiça para toda essa grande nação brasileira.

Foto: coronel Augusto Moreira Bolsonaro.

Comentários
0 Comentários