SEJA BEM-VINDO

MASIGNCLEAN101

Acusado de matar companheira em apartamento na Zona Sul de Teresina é condenado a 20 anos de prisão.


Antoniel Alves de Sousa, acusado de matar a companheira em maio do ano passado, foi condenado a 20 anos de reclusão pelo Tribunal do Júri nesta terça-feira (17). Há 18 meses, Lorrany Thalia foi assassinada a facadas dentro do apartamento onde vivia no bairro Torquato Neto, Zona Sul de Teresina.

Conforme a decisão, o juiz Sandro Francisco Rodrigues, da 2ª Vara do Tribunal Popular do Júri de Teresina, determinou o regime fechado inicialmente "em razão do patamar em que fixada a pena e de outras circunstâncias judiciais negativamente valoradas" e, desse modo, deixou de "proceder à substituição da pena ou à aplicação de outro benefício penal".

A prima da vítima, Mayra Ravenna, disse que o resultado agradou à família. “Estamos felizes por ganharmos pela Justiça, foi a pena máxima, apesar de achar pouco, mas é a Justiça daqui. A Justiça de Deus ainda será feita”, comentou.

Lorrany Thalia tinha 22 anos quando foi morta. Ela deixou uma filha que, atualmente, tem três anos e mora com a avó materna.

Relembre o caso:

Antoniel Alves de Sousa, 28 anos, é acusado de matar a própria esposa esfaqueada na noite do dia 3 de maio de 2019, dentro do apartamento onde os dois moravam. O homem tentou tirar a própria vida após o crime, foi encaminhado ao Hospital de Urgência de Teresina e recebeu alta, sendo encaminhado em seguida para a Central de Flagrantes.

Na época, o cabo Kleber Alves, do 17º Batalhão de Polícia Militar, informou que o casal já tinha histórico de brigas e, no momento da confusão, havia familiares dos dois no local.

“A família estava em casa, mas falou que não era para ninguém se meter na confusão dos dois, aí acabou nessa tragédia. O que contaram é que ele tinha muitos ciúmes dela e o motivo da briga foi esse”, contou.



Comentários
0 Comentários

Política