SEJA BEM-VINDO

MASIGNCLEAN101

Com aval de Dino, Brandão já começa a atuar como governador do Maranhão

Sucessor natural e único detentor da confiança de Flávio Dino (PCdoB) para dar continuidade ao seu legado no Maranhão, o vice-governador Carlos Brandão (Republicanos) já começa a atuar, sob o aval e incentivo do comunista, como chefe do Executivo estadual.

Mais do que participações pontuais em solenidades e eventos, nas últimas semanas, é Brandão quem vem dando posse a novos integrantes do governo e encabeçando uma maratona de reuniões, ações sociais, assinaturas de ordens de serviços e entrega de obras pelo estado. O objetivo de Flávio Dino, mostrou o ATUAL7 há pouco mais de uma semana, é ampliar e fortalecer o nome de Carlos Brandão para a disputa pelo Palácio dos Leões em 2022.

Embora favorito, Brandão pode ter de enfrentar o novo clã da política maranhense, que está sendo formado pela aliança entre os senadores Weverton Rocha (PDT) e Roberto Rocha (PSDB). Correndo por fora, mas com maior possibilidade de adesão ao novo clã, aparecem também o deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL) e a ex-governadora Roseana Sarney (MDB).

Também nos últimos dias, além de manter o próprio favoritismo na corrida pela única vaga ao Senado a que o Maranhão terá direito no pleito de 2022, Dino também garantiu forças a Brandão ao confirmar a liberação de quase 100 convênios com prefeituras maranhenses, até mesmo as sob gestões ligadas aos adversários do seu sucessor. Outras dezenas de convênios serão assinados entre março e maio, inclusive com prefeituras já beneficiadas.

A expectativa do governador do Maranhão é que, até setembro próximo, seja firmado um pacto entre todos os aliados, pela eleição de Carlos Brandão para o Palácio dos Leões.

Segundo três pessoas ligadas ao comunista, nesse sentido, no final mês passado, em reunião com Weverton no Palácio dos Leões, Dino declarou ao pedetista sua definição por Brandão, e garantiu ao senador que, apesar das ameaça de revisão de alianças feita após derrota em São Luís nas eleições municipais de 2020, não pretende mais tirar o PDT no governo.

Ainda segundo relatos ao ATUAL7, em ato democrático, Dino evitou levar à mesa a possibilidade de Weverton já retirar sua pré-campanha ao governo, mas sinalizou que a vaga de vice pode ser da legenda, desde que não seja colocado alguém envolvido em algum caso de corrupção, como o prefeito de Igarapé Grande e presidente da Famem (Federação dos Municípios do Estado do Maranhão), Erlânio Xavier, citado na reunião.

Comentários
0 Comentários

Política