SEJA BEM-VINDO

MASIGNCLEAN101

Roseana diz que pode sim apoiar o governador para o senado, óbviamente ela espera a mesma resposta de Flávio Dino numa possível aliança em torno do seu nome ao governo do Maranhão

Em entrevista nesta quinta-feira, ontem (12), Roseana foi questionada sobre a possibilidade de uma aliança com Flávio Dino, ela   ratificou tudo que tinha falado o deputado Roberto Costa já divulgado em diversos blogs, a ex-governadora  não descartou a possibilidade do MDB apoiar a candidatura do governador ao Senado.

Para o bom entendedor meia palavra basta, e a ex-governadora espera essa mesma atitude do governador Flávio Dino em declaração a sua pré candidatura, que outrora dizia que não queria. Segundo o resultado de algumas pesquisas recentes Roseana é assediada por lideranças políticas que pede sua volta para concorrer o governo do Maranhão.


Confiante na força política nacional de seu partido MDB, ao poder da influência do nome ex-presidente Sarney é que Roseana espera que na visita do ex-presidente Lula ao Maranhão, na próxima semana, a ex-governadora confia no poder de fogo nacional do MDB, que no mínimo irá falar aos ouvidos de Lula para que todos os Lulistas façam uma aliança em torno do seu nome para 2022.

Esse sem sombra de dúvidas é o posicionamento esperado sobre as articulações políticas costuradas com a visita do ex-presidente Lula ao estado do Maranhão.

O MDB está de olho na briga de Brandão com o senador Weverton Rocha, que na verdade o governador Flávio Dino já sente dificuldade de chegar a um consenso, em uma de suas entrevistas ele deixou isso bem claro.

Brandão em seu discurso falou na presença de 103 prefeitos, para dezenas de vereadores, secretários e deputados que estavam reunidos em encontro realizado por Raimundinho da Audiolar prefeito de Presidente Dutra, e disse: casa dividida cai. Brandão no seu singelo discurso usou uma pregação bíblica, e que é mais do que certa e verdadeira, que foi uma palavra profética, dita por Cristo, e que não falha, assim reinterou dizendo que nenhuma casa dividida subsiste as tempestades que poderão vir sobre ela.

Pensando nessa briga é que o MDB está de olho e como quem não quer nada, vai se aproximando do governador, onde transparece que nunca foram adversários políticos.


VEJA:

“Eu acredito naquele ditado em que na politica você olha pro céu está de um jeito e depois está de outro. Eu não tenho ressentimento com ninguém, se faz politica com ideal. Como presidente do MDB é claro que vamos ouvir todos os participantes, estamos aberto ao diálogo e vamos apoiar aquilo que for melhor para o povo e não pra mim. Só vamos ter essa decisão no final do ano, temos muita coisa a discutir, muita água vai rolar”, declarou.

Comentários
0 Comentários

Política